Feitiço gorado

Imagem de José Barbosa da Silva

Poema de José Barbosa da Silva



Tu amarraste num santo
Com minha roupa suada
Jogaste n'água atrasada
Em vez da encruzilhada

Foste infeliz
Em dormires demais
Tudo eu bem vi
Fina flor de meus ais

Foi a sonhar, ai!
Que me deste o teu cabelo
E teu prazer
Era ver-me a sofrer

Embaixo do teu colchão
Peguei meu lenço suado
Com três nozinhos apertados
E o meu retrato amarrado

Foste infeliz
Em dormires demais
Tudo eu bem vi
Fina flor de meus ais

Foi a sonhar, ai!
Que me deste o teu cabelo
E teu prazer
Era ver-me a sofrer

Mas eu que sou do Ogum
A filha do coração
Já despachei com Exu
Essa maldita paixão



Fonte: "107 partituras de Sinhô", Instituto Piano Brasileiro, 2017.
Originalmente publicado em: 78-RPM Victor 33375-A, 1930.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.