Capinheiro

Imagem de José Barbosa da Silva

Poema de José Barbosa da Silva



Capinheiro marvado
Não capina capim aí

Capinzá é de meu bem
Onde canta a juriti

Juvená! Juvená!
Arrebata essa faca Juvená

Torna a rebatê
Que isso não é má

Há duas coisa no mundo
Que me faiz admirá:

É a abeia fazê mé
E maré enchê vagá

Juvená! Juvená!
Arrebata essa faca Juvená

Torna a rebatê
Que isso não é má

Há duas coisa no mundo
Que me faiz admirá:

Trem de ferro andá em terra
Telegrama andá no á

Juvená! Juvená!
Arrebata essa faca Juvená

Torna a rebatê
Que isso não é má



Fonte: "107 partituras de Sinhô", Instituto Piano Brasileiro, 2017.
Originalmente publicado em: 78-RPM Parlophon 12.978-A, 1929.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.