Quem pode, pode

Imagem de José Barbosa da Silva

Poema de José Barbosa da Silva



No ditado feliz há um prazer,
Quando a gente sabe dizer.

Dizer é quem sabe e quem pode,
Quem não pode, sacode.

É como o ciúme
Que vem do amor.
É como a saudade
Que traz uma dor.

É como o sorriso
Que aos lábios acode.
É como o ditado
De quem pode, pode...



Fonte: "107 partituras de Sinhô", Instituto Piano Brasileiro, 2017.
Originalmente publicado em: Viúva Guerreiro & Comp. nº ch. 666, década de 1920.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.