A laranjeira

Imagem de Júlia Lopes de Almeida

Poema de Júlia Lopes de Almeida



Perfumada laranjeira,
Linda assim dessa maneira,
Sorrindo à luz do arrebol,
Toda em flores, branca toda,
- Parece a noiva do Sol
Preparada para a boda.

E, esposa do Sol que a adora,
Com que cuidados divinos
Curva ela os ramos agora!
E, entre as folhas abrigados,
Seus filhos, frutos dourados,
Parecem sóis pequeninos.



Fonte: "A Árvore", Livraria Francisco Alves, 1916.
Originalmente publicado em: "A Árvore", Livraria Francisco Alves, 1916.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.