Frei Manoel Calado

Imagem de Oswald de Andrade

Poema de Oswald de Andrade



civilização pernambucana

As mulheres andam tão louças
E tão custosas
Que não se contentam com os tafetás
São tantas as jóias com que se adornam
Que parecem chovidas em suas cabeças e gargantas
As pérolas rubis e diamantes
Tudo são delícias
Não parece esta terra senão um retrato
Do terreal paraíso



Fonte: "Oswald de Andrade - Poesia Reunida", Editora Civilização Brasileira, 1974.
Originalmente publicado em: "Pau-Brasil", Sains Peril, 1925.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.