Frei Vicente do Salvador

Imagem de Oswald de Andrade

Poema de Oswald de Andrade



paisagem

Cultivam-se palmares de cocos grandes
Principalmente à vista do mar

as aves
Há águias de sertão
E emas tão grandes como as de África 
Umas brancas e outras malhadas de negro
Que com uma asa levantada ao alto
Ao modo de vela latina
Correm com o vento

amor de inimiga

Posto que alguma
Pelo amor que lhe tem
Solta também o preso
E se vai com ele para suas terras

prosperidade de são paulo

Ao redor desta vila
Estão quatro aldeias de gentio amigo
Que os padres da Companhia doutrinam
Fora outro muito
Que cada dia desce do sertão



Fonte: "Oswald de Andrade - Poesia Reunida", Editora Civilização Brasileira, 1974.
Originalmente publicado em: "Pau-Brasil", Sains Peril, 1925.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.