*


Poema de Ildefonsa Laura César



Espancar hoje não posso
A tristeza, o dissabor:
Lutam comigo extremosas
Saudades do meu amor.

Onde objeto encontrar
Que minore minha dor!
Golpear sinto meu peito
Saudades do meu amor.

A descorada agonia
Desfecha em mim seu rigor:
Crescem d'instante a instante
Saudades do meu amor.



Fonte: "Ensaios Poéticos", Tipografia Epifânio J. Pedroza, 1844.
Originalmente publicado em: "Ensaios Poéticos", Tipografia Epifânio J. Pedroza, 1844.


Comentários