Terza rima


Poema de Álvares de Azevedo



É belo dentre a cinza ver ardendo
Nas mãos do fumador um bom cigarro,
Sentir o fumo em névoas recendendo...

Do cachimbo alemão no louro barro
Ver a chama vermelha estremecendo
E até... perdoem... respirar-lhe o sarro!

Porém o que há mais doce nesta vida,
O que das mágoas desvanece o luto
E dá som a uma alma empobrecida,
Palavra d’honra, és tu, Ó meu charuto!



Fonte: "Lira dos Vinte Anos", Editora Martins Fontes, 1996.
Originalmente publicado em: "Lira dos Vinte Anos", 1853.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.