Desejo

Imagem de Gonçalves Dias

Poema de Gonçalves Dias



Ah! que eu não morra sem provar, ao menos
Sequer por um instante, nesta vida
    Amor igual ao meu!
Dá, Senhor Deus, que eu sobre a terra encontre
Um anjo, uma mulher, uma obra tua,
    Que sinta o meu sentir;
Uma alma que me entenda, irmã da minha,
Que escute o meu silêncio, que me siga
    Dos ares na amplidão!
Que em laço estreito unidas, juntas, presas,
Deixando a terra e o lodo, aos céus remontem
Num êxtase de amor!



Fonte: "Poesia completa e prosa escolhida", Editora José Aguilar, 1959.
Originalmente publicado em: "Primeiros Cantos", 1846.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.