relógio

Imagem de Oswald de Andrade

Poema de Oswald de Andrade



As coisas são
As coisas vêm
As coisas vão
As coisas
Vão e vêm
Não em vão
As horas
Vão e vêm
Não em vão



Fonte: "Oswald de Andrade - Poesia Reunida", Editora Civilização Brasileira, 1974.
Originalmente publicado em: "Cântico dos Cânticos para Flauta e Violão", 1942.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.