*

Imagem de Silva Alvarenga

Poema de Silva Alvarenga



Do teu pastor, ó ninfa, alegra os olhos,
Os tristes olhos de chorar cansados:
Não vejam só abrolhos,
Vejam flores também por estes prados.
Seus míseros cuidados
O teu rosto converte em alegria.
Porque foges? ah vem; e nesse dia
Feliz enxugue as lágrimas que chora.
Serás a bela Aurora
Surgindo no horizonte,
Que anuncia prazer ao vale e ao monte.



Fonte: "Obras Poéticas", B. L. Irmãos Garnier, 1864.
Originalmente publicado em: "Glaura: poemas eróticos", Officina Nunesiana, 1799.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.