*


Poema de Fernando Pessoa



Quando, com razão ou sem,
Sobre o medo amplo da alma
A sombra da morte vem,
É que o espírito vê bem,
Com clareza mas sem calma,
Que sombra é a vida que passa,
Que mágoa é a vida que cessa,
E ama a vida mais.



Fonte: 'Obra Poética', décima edição, Editora Nova Fronteira, 2001.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.