Elegia em cinza

Imagem de Mário Quintana

Poema de Mario Quintana



Nas cidades de puro cimento, onde a palavra "folha" é menos que um fantasma, só o vento nos resta... Meu Deus! e se tu fizesses agora mais uma das tuas mágicas - ao menos para colorir o vento!



Fonte: "Poesia Completa", Editora Nova Aguilar, 2006.
Originalmente publicado em: "Caderno H", 1973.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.