Você não deve beber

Ilustração com a palavra 'Poesia'

Poema de Manoel Ribeiro e Pixinguinha



Você não deve beber
procurando esquecer
um velho amor de repente.

Deixa com o tempo que corre,
tudo passa, tudo morre,
minguando a mágoa da gente.

Entrega a deus tua sorte,
desmancha o pacto de morte
que fizeste com esse vício.

Quem bebe acaba ficando
ao sol e à lua falando,
prisioneiro no hospício.



Fonte: "Acervo Digital Pixinguinha", 2023.
Originalmente publicado em: disco Victor 34-568-B, 1939.

Comentários