Saudade de Pierrô

Ilustração com a palavra 'Poesia'

Poema de Cândido das Neves e Pixinguinha



Ninguém, ninguém
me dá notícia de meu bem.

No carnaval que domina,
ai de mim!, procuro em vão
minha doce Colombina,
dona de meu coração.

A minha sina
é sempre assim,
adora a Colombina
que vive nos braços de Arlequim.

Ninguém, ninguém
me dá notícia de meu bem.

O carnaval esmaece
das tristezas o vigor,
só de ti nunca se esquece,
meu tristíssimo Pierrô.

A minha sina
é sempre assim,
adora a Colombina
que vive nos braços de Arlequim.



Fonte: "Acervo Digital Pixinguinha", 2023.
Originalmente publicado em: disco Brunswick 10.039-A, 1930.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.