Solidão

Imagem da poeta Jacinta Passos

Poema de Jacinta Passos



Há em torno de mim muralhas glaciais.
Vivo encerrada dentro de mim mesma,
debruçada
sobre estas profundezas abissais
do meu ser,
sobre esta solidão interior
de um mundo fechado,
áspera solidão inacessível
onde existe
um silêncio gelado,
amargo,
vazio.



Fonte: "Jacinta Passos, coração militante", Editora EDUFBA, 2010.
Originalmente publicado em: "Nossos Poemas", Editora Bahiana, 1942.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.