Vida

Imagem de Francisca Júlia

Poema de Francisca Júlia



Gênero triste de comédia, a vida:
dividida em dois atos ou dois tomos,
onde comparsas mais ou menos somos
desde o primeiro ponto de partida.

Feliz daquele que na mão erguida
mostra do gozo os sazonados pomos;
desses não fui, não foste e nunca fomos...
pobre de mim, pobre de nós, querida!

Mas nem sempre se chora, órfã ou viúva;
rimo-nos, sem que nada nos contenha...
é uma réstia de sol depois da chuva.

Prolonguemos assim essas tão puras
alegrias até que a morte venha
cortar o fio às nossas amarguras.



Fonte: "Poesia reunida de Francisca Júlia", escamandro, 2015.
Originalmente publicado em: "Esfinges", Typographia do Diario Official, 1899.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.