*

Imagem de Hilda Hilst

Poema de Hilda Hilst



Não me procures ali
Onde os vivos visitam
Os chamados mortos.
Procura-me
Dentro das grandes águas,
Nas praças,
Num fogo coração,
Entre cavalos, cães,
Nos arrozais, no arroio
Ou junto aos pássaros
Ou espelhada
Num outro alguém,
Subindo um duro caminho.

Pedra, semente, sal.
Passos da vida. Procura-me ali.
Viva.



Fonte: "Da Poesia", Editora Companhia das Letras, 2017.
Originalmente publicado em: "Da morte. Odes mínimas," Massao Ohno e Roswitha Kempf
Editores, 1980.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.