Carinhoso


Poema de João de Barro



Meu coração,
não sei por quê,
bate feliz
quando te vê.

E os meus olhos ficam sorrindo
e pelas ruas vão te seguindo,
mas mesmo assim
foges de mim.

Ah, se tu soubesses como eu sou tão carinhoso
e o muito, muito que te quero.
E como é sincero o meu amor,
eu sei que tu não fugirias mais de mim,
vem, vem, vem,
vem sentir o calor
dos lábios meus
à procura dos teus.

Vem matar esta paixão
que me devora o coração.
E só assim
então
serei feliz, bem feliz.



Fonte: "Acervo Digital Pixinguinha", 2023.
Originalmente publicado em: disco Victor 34.181-A, 1937.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.