Tato

Imagem de Ferreira Gullar

Poema de Ferreira Gullar



Na poltrona da sala
as mãos sob a nuca
        sinto nos dedos
        a dureza do osso da cabeça
        a seda dos cabelos
        que são meus

A morte é uma certeza invencível

        mas o tato me dá
        a consistente realidade
        de minha presença no mundo



Fonte: "Coleção Melhores Poemas", Editora Leya, 2012.
Originalmente publicado em: "Barulhos", 1987.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.