Menina faceira

Imagem de Chiquinha Gonzaga

Poema de Chiquinha Gonzaga



Menina faceira
Requebra ligeira
Seu corpo na dança
Enquanto é tangida
Viola querida

Não cansa
Seu pé tão mimoso
Batendo no chão
Parece que bate
No meu coração

Bata mais
minha sereia
Bata mais
minha sinhá
Sapateia, sapateia



Fonte: "Acervo Digital Chiquinha Gonzaga", 2011.
Originalmente publicado em: Teatro Recreio Dramático, 1885.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.