Poemoitenta: Legião vs. Kid Abelha






Imagem de crroma

Poema de crroma





Embora o gesto um pouco exato,
há ninguém nos filmes. Faz mais um dia -
cruel? Um certo exagero, quem sabe?
Pode até não ser, ninguém sabe. O que se quer?
Se quer tudo.

Não preste o passo. Alguém não tenha atenção.
Não peça nada não: porque não.
Se quem é só é nenhum,
o que fazer? Onde ser feliz?
(detalhe: na tela-visão)

Parece fim de tarde. Rostos em distorção,
as coisas em contra-luz,
as mãos mais fáceis.
Mas é só, e não é tudo.
Ou se é, não faz nenhum efeito.

Parece ainda a fórmula
que sempre termina; ainda o encontro
e não tem fim.
Alguém nem vê que
nada acontece.

Parece até dançar um teorema
sem compreender.
E parece que as coisas são mais fáceis -
um jogo
que não faz nenhum efeito.


(a partir das letras de músicas "Teorema/Legião Urbana" e "Fórmula do amor/Kid Abelha")

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.