A vida em tecnicolor

Ilustração com a palavra 'Poesia'

Poema de Ademir Assunção



quando ontem é onde, quase nada,
e o futuro está passando agora,
via satélite, bundas e bombas na tela plana
do menos, bem menos, a vida exposta
no salto do grilo na grama, as brumas,
grandes nuvens bordadas na retina calma,
calma, calma como a lua deitada
no pano branco estendido no falso
mármore frio, a lua, uma cadela
de raça peluda, como ursa, órions e névoas
entre touros de gases, minúcias, a pele
arrepiada pelas carícias, os toques, de dentro
o tempo nos dizendo a hora, vãobora



Fonte: Coleção "Leve um Livro", 2016.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.