*

Imagem de Ferreira Gullar

Poema de Ferreira Gullar



No fundo da quitanda
na penumbra
               ferve a chaga da tarde
e suas moscas;
em torno dessa chaga está a casa
e seus fregueses
o bairro
as avenidas
as ruas os quintais outras quitandas
outras casas com suas cristaleiras
outras praças ladeiras e mirantes
donde se vê o mar
nosso horizonte



Fonte: "Coleção Melhores Poemas", Editora Leya, 2012.
Originalmente publicado em: "Na vertigem do dia", 1980.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.