Retrato

Imagem de Manoel de Barros

Poema de Manoel de Barros



O homem possuía:
Um ocaso
E duas mãos.

Lembrava
Uma rosa seca
Num porto.

Lembrava também
Pássaro adunco
Na ponta de uma península.

Uma tarde
Pousou
(como um pardal)

No banco
De uma praça.

Lembrava:
Um corgo atrás de um sobrado
Um lápis numa ilha.



Fonte: "Poesia Completa", Editora Leya, 2010.
Originalmente publicado em: "Poesias", 1947.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.