Estupro

Ilustração com a palavra 'Poesia'

Poema de Vera Casanova



Nas manchetes do jornal as marcas do tempo se
flagram nesse vai-e-vem.
A morte tem seu tempo marcado.
Espadas partem ao meio corpos frágeis
Uma bala varando a noite atravessa muros e
Desenha neles lições de revolta e menos valia.
Enterram-se desejos, forjam-se outros
E no silêncio de cada vida
Um monstro se esconde em cada fantasma.



Fonte: Coleção "Leve um Livro", 2017.


Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.