Portrait of a lady

Imagem de João Cabral de Melo Neto

Poema de João Cabral de Melo Neto



Nunca vi nem mesmo andaluza,
usar as pernas como tu usas:

têm semelhante pedestal
e a cintura viva e axial

que as deixa rodar ao redor
sem despegar os pés do andor;

sabem o girar sobre as pernas,
não fazer girar em volta delas;

não vi nenhuma ser o sol,
o centro de algum arredor,

dessa gravitação que crias
se no centro da sala ficas.

Tuas pernas, eixo de um sistema,
fazem girar ao redor delas,

o que vai, vem, fala, se cala,
no sistema solar da sala.



Fonte: "A educação pela pedra e depois", Editora Nova Fronteira, 1997.
Originalmente publicado em: "Agrestes", 1985.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.