Desafio


Poema de Viriato Corrêa




Seu Jandaia, afine a prima,
Pique e repique o bordão,
Que o feitiço da mulata
É que nem obra do cão,
Vira o juízo da gente
Escangaia o coração.

Que escangaia o coração
Eu sei mais do que você
O meu não vale mais nada
(Nunca mais há de valê)
Desde o dia que a mulata
Se tornou meu bem querê

Seu Xexem me abrande,
Dance direito o baião,
Arrepare que a morena
Quase não pisa no chão
Voa de leve na areia
Como pluma de algodão

Quando ela pisa na areia
A areia muda de cor,
Fica o terreiro cheiroso
Todo coberto de flor,
Tremem as pedras de vida
A terra treme de amor

Assim Jandaia, assim mesmo,
Escancara o coração,
Por mulata como essa
Vale a pena uma paixão…
Pica e repica a viola
Conta a nós tua afeição



Fonte: "Acervo Digital Chiquinha Gonzaga", 2011.
Originalmente publicado em: Teatro São José, 1915.

Nenhum comentário:

Tecnologia do Blogger.