Poetas brasileiros

De toda a diversidade de poesia produzida no passado, somente uma parte acaba se incorporando ao cânone literário. Compondo a herança literária do país, o cânone abriga o conjunto de poetas fundamentais para a formação e o desenvolvimento da poesia, da literatura e da própria língua brasileira.

O que se entende por poesia, por qualidade estética, por fazer poético se altera com o momento histórico. Ao mesmo tempo, cada geração avalia o cânone literário, propondo revisões, incluindo poetas ou deixando outros de lado.

Busca-se aqui divulgar e circular a produção de importantes poetas brasileiros pertencentes ao cânone poético nacional. Para tanto, elaboramos a lista abaixo, que vai desde o século dezessete até os dias atuais, de poetas selecionados e publicados pelo site.

A exceção é o lisboeta Fernando Pessoa. Para acessar os poemas dele, clque aqui..

A lista é dinâmica. A pesquisa e seleção de poesia e poetas brasileiros ocorre continuamente, atualizando-se ao longo desse processo. Tem por objetivo oferecer uma amostra fundamental - porém ao mesmo tempo limitada - da poesia brasileira e alguns de seus mais destacados autores e autoras.

As limitações se avolumam quanto aos poetas da atualidade ou de período histórico recente. Para poetas dos século XXI, os nomes apresentados representam uma mínima amostra.

Os poetas estão organizados segundo o período histórico literário - divisão que também está sujeita a debate e revisões. Clicar no nome do período ou no nome do autor abrirá uma página com os respectivos poemas. Aproveite.

Século XVII - Barroco

Poetas: Gregório de Matos (1636-1696).

Século XVIII - Arcadismo

Poetas: Alvarenga Peixoto (1742-1792), Cláudio Manuel da Costa (1729-1789), Silva Alvarenga (1749-1814), Thomaz Antõnio Gonzaga (1744-1810). 

Século XIX - Romantismo

Poetas: Adélia Fonseca (1827-1920), Álvares de Azevedo (1831-1852), Beatriz Francisca de Assis (1779-1868), Carmen Freire (1855-1891), Casimiro de Abreu (1839-1860), Castro Alves (1847-1871), Francisco de Paula Brito (1809-1861), Gonçalves Dias (1823-1864), Ildefonsa Laura César (1794-pós 1860?), Joaquim Norberto de Sousa Silva (1820-1891), Machado de Assis, (1839-1908), Souza-Andrade (1833-1902), Zalina Rolim (1869-1961).

Século XIX/ Século XX - Simbolismo

Poetas: Alphonsus de Guimaraens (1870-1921), Cruz e Souza (1861-1898), Eduardo Guimaraens (1892-1928), Nestor Victor (1868-1932).

Século XIX/ Século XX - Parnasianismo

Poetas: Francisca Júlia (1871-1920), Júlia Cortines (1868-1948), Leonor Posada (1893-1960), Olavo Bilac (1865-1918), Raimundo Correa (1859-1911), Vicente de Carvalho (1866-1924).

Século XIX/ Século XX - Realismo-Naturalismo

Poetas: Júlia Lopes de Almeida (1862-1934).

Século XX até 1930 - Modernismo - primeira geração

Poetas: Manuel Bandeira (1886-1968), Mário de Andrade (1893-1945), Oswald de Andrade (1890-1954), Ronald de Carvalho (1893-1935), Sarah de Tobias (?).

Século XX de 1930 até por volta de 1945 - Modernismo - segunda geração

Poetas: Augusto Frederico Schmidt (1906-1965), Carlos Drummond de Andrade (1902-1987), Cecília Meireles (1901-1964), Henriqueta Lisboa (1901-1985), Jorge de Lima (1893-1953), Murilo Mendes (1901-1975).

Século XX, por volta de 1945 até 1970 - Modernismo - terceira geração

Poetas: Cora Coralina (1889-1985), Ferreira Gullar (1930-2016), Hilda Hilst (1930-2004), Jacinta Passos (1914-1973), João Cabral de Melo Neto (1920-1999), Manoel de Barros (1916-2014), Mario Quintana (1906-1994).


Século XX de 1970 em diante - Modernismo fim de século

Poetas: Adélia PradoAna Cristina César (1952-1983),  Chacal, Paulo Leminski (1944-1989).

Século XXI - Modernismo século XXI

Poetas: Ademir Assunção, Adriane Garcia, Allan Jones, Alice Sant'Anna, Amanda Bruno, Ana Martins Marques, Ana Rushe, Bruna Beber, Bruna Piantino, cavalodadá, Celso Borges, crroma, Daniel Minchoni, Eveline Sin, Fabiano Calixto, Júlio Abreu, Líria Porto, Marcelo Dolabela, Marcelo Montenegro, Maria Rezende, Mariana Botelho, Micheliny Verunschk, Narlan Matos, Norma de Souza Lopes, Paulinho Assunção, Ricardo Aleixo, Ronald Polito, Sergio Melo, Thais Guimarães, Vera Casanova, Wir Caetano.

Modernismo da música

Poetas: Alberto de Castro, Amílcar de Castro, Cândido Neves, Carlos Bettencourt, Carmem Miranda, Catulo da Paixão Cearense, Chiquinha Gonzaga, Cícero de Almeida, Donga, Gastão Viana, Germano Augusto, Laurindo de Almeida, João da Bahiana, João de Barro, João Gaspar, José Barbosa da Silva (Sinhô), José Luiz Rodrigues Calazans, Josué de Barros, Kid Pepe, Mario de Almeida, Octávio Viana, Pixinguinha, Viriato Côrrea.

Poesia anônima e popular

Inclui poemas populares e sem autoria definida, cuja data de criação não é identificada - e escapam, dessa forma, à classificação em escolas literárias.

Tecnologia do Blogger.